sexta-feira, 15 de março de 2013

Noite de baile


A festa estava linda, imensa gente bonita, glamour e muita interacção, com os violinos e piano tocando. Eu estava livre, literalmente, para dançar e gozar a vida naquela noite, conforme tinha combinado com o Tigre . 
De olhos fechados,  movimentava-me ao som da musica, sentindo os acordes , leve e solta. Vestido  longo, com um ar ligeiramente provocante,comm aquela abertura na perna... hoje a noite era minha. Ele decerto deambulava pelos jardins naquela noite quente de verão e porque não não estaria deliciado com pelo menos as mão ocupadas sentindo alguma humidade, e ouvindo os acordes da música lá fora.
Fu andando pelo salão, distribuindo charme e sorrisos. As nossas festas mereciam sempre a maior atenção para com os convidados. Mulheres lindas e provocantes, Vestidos com longas rachas até quase á cintura e como ligeiramente abertos na frente permitiam que a calças dos homens em alguns casos denotassem umas certas manchas dos encôstos  nas humidas cuecas das dama.
Resolvi ir até o meio da pista, e assim chamava a atenção de todos à minha volta .... gostava disso…Provocava ....... Olhares desejando-me e seguindo meus passos. De repente, reparei nele. Lindo, todo vestido de preto. Adorava homens de preto! E estava absolutamente sozinho! Tinha uma queda por esta pessoa, que já tinha vindo ao palácio e já nos tínhamos cruzado também noutras festas, mas nunca tínhamos tido um momento a sós. Eu secretamente sempre o desejei, mas era um homem proibido. Havia um caso com uma amiga mais formal e eu mantinha-me  sempre muito discreta, mas sempre que podia tentava perceber a forma inteligente de ele me seduzir. Dava-me gozo aquela sedução e já tinha contado ao meu Tigre. Obviamente aprovou. Verifiquei se havia presença de algum perigo em volta, mas acabei por deixar de o ver. Em vão, procurei entre os presentes mas não conseguiu achá-lo. Teria ido para o jardim ? Estaria com alguma que mais atrevida o tinha seduzido ? Logo hoje que tinha o pressentimento que o havia de papar,com sedução, obrigando depois de me seduzir a cortejar-me e obedecer-me. Logo hoje
Ele apareceu de repente a meu lado quando estava junto a um enorme reposteiro junto auma porta entre salas. Olhou-me nos olhos e nada falou. Fascinava-me aquela maneira de me dizer sem falar. Quero te fazer vir a dançar.  Começamos quando um slow era tocado maravilhosamente pela pequena orquestra de cordas e piano. A música inibriava  e os nossos corpos colados  moviam-se como se só de um se tratasse, sentindo-me bem segura pelo braço na cintura pela cintura. A perna direita entre as minhas e afastando o vestido fazia com o caralho já duro se colocasse bem de encontro à minha perna.e. finalmente, ali estávamos como  dois estranhos, mas ao mesmo tempo, íntimos. Quando vezes me vim a pensar nele, tocando-me na cama e pedindo depois ao Tigre para me foder ou lamber como tão bem ele sabe. 
A cada movimento sentia-o mais excitado. 
O cacete começou pressionar mais, e as suas mãos descendo pelo meu corpo, passavam nas nádegas ou subiam e espalmavam-se nas costas entrando na abertura do vestido. Ela Deixei que ele fizesse o que tivesse vontade e inclinou a cabeça para a frente um pouco tocando-me com a boca junto ao ouvido direito,e o seu bafo quente provocou um arrepiu que me obrigou a encostar-me mais e de novo sentir tanto o caralho dele mais duro, como mais liquido a molhar-me o estreito fio dental com contracções de  puro prazer. Vi-me e ele deu por isso. Há muito tempo desejava isto nos seus sonhos. Sempre tinha pensado que a ciumenta da mulher que o não sabia dividir, pensaria melhor se fodesse com ele depois de ele estar comigo. Decerto que nunca o sentiu numa situação dessas. Ficam com muito mais tesão por nós. Eu sei bem, ai ai se sei.
Este homem misterioso entendeu os meus espasmos como um “sim” para que prosseguisse. Foi então que ele desceu sua mão pelas costas por dentro da abertura do vestido e sempre a dançar, apalpava-me o cu e o suor das minhas nadegas no seu dedo, permitiu que ele entre nadegas o esfregasse na entrada do meu buraquinho do cu. Surpreendeu-se com a facilidade. Eu ri. Todos  dançavam .… Estávamos na zona entre reposteiros onde o escuro, era maior aproveitamos  para provocar ainda mais um ao outro.
Ele enlouqueceu com a ideia sugerida pelos olhares maliciosos que  lhe lancei. Puxou-me ligeiramente o cabelo, excitou-me com isso beijou-me o pescoço, mordiscou as orelhas pressionou e pressionou-me na porta fechada atrás do roupeiro. Toda a sua excitação estava evidente e era difícil disfarçar.
- Vamos até aquele cantinho, lady! Eu sei que a senhora quer…
Shiu disse-lhe eu...... Espera .. quero mais ......convence-me.
A boca desceu para o meu peito e depois de já ter uma maminha de fora deixou a mão toda espalmada nela e dobrou-se pelos joelhos. Braço estendido na mama, a boca estava a abocanhar a minha cona toda molhada.... Agarrei-lhe a cabeça atrás da nunca e estou certa que um squirt esguichou bem na boca dele pois o meu fio dental tinha sido partido com a sua mão esquerda.
Era demais e era incomoda a situação sem haver necessidade.
Puxando pelos cabelos para cima pergunto "queres foder machão ? Queres este corpo todo para ti ? Queres foder e pensar nela? ..... Eu quero vingar-me de todo o tempo que me tenho masturbado a pensar que estás dentro de mim"
E fomos andando pelas escadas acima direito a um dos quartos voltados para o jardim, que eu gostava de utilizar sempre que o Tigre lá estava e sabia que eu estaria sentindo prazer com alguma amiga ou casal..... hoje era com ele
 De vez em quando parávamos nos corredor, e as mãos dele amassavam todo o meu corpo enquanto apertava o seu caralho agora então já fora das calças pela braguilha desapertada por mim.
Entramos no quarto . Acendi as luzes todas. Era o sinal para o meu Tigre. Assim estivesse a ver.
Depois e no entretanto quando olhei aquele corpo de ébano estava na minha frente todo nu.
O enorme, digo bem, enorme caralho bem para a frente e levantado mostrava o razer que eu iria ter.
Disse-lhe despe-me. Um minuto foi tempo demais decerto estava nua num ápice.
Apaguei as luzes ficando uma de fundo que batendo na cama projectava as nossas sombras no tecto e parede o que significa que se notavam   do lado de fora as sombras do pecado.






Quando dei por mim, senti que algo se passva na porta. 
Perguntei " Quem será ???" Esperas alguém ?????



Vem aí alguém que me  desinibiu para te seduzir e que te quer agradecer o aumento de ordenado.
Vocês leram o que se passou na  piscina
Imaginem como foi parte da noite enquanto a orquesta continuava a tocar. lá em baixo e no tecto e nas paredes três silhuetas eram a projecção de três corpos a foder.

3 comentários:

  1. Amo...
    Quando tua língua
    Vem procurar pela
    Minha convidando-a
    Para este balé sensual
    Demoradamente contornando
    Meus lábios como se
    Deles fostes retirar
    O mais puro mel
    Depois colando tua
    Boca na minha deixando
    Que o ritmo tome conta
    Deste encontro
    Agora permitindo que
    Que elas se toquem
    Novamente e que
    Dancem...
    Escondidas dentro
    Das nossas bocas
    Denunciando todo
    O nosso prazer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro o teu mel na minha boca, depois de dançando ter provocado o seu derrame

      Eliminar